“À terceira foi de vez”.
Testemunho de Miguel Castanha, sócio do Naval AquaGym.
16 de Outubro, Dia Mundial da Alimentação.

Miguel Castanha é sócio do Naval AquaGym “há muitos anos” e aceitou o nosso convite para testemunhar a sua mudança de vida depois de aderir ao serviço de acompanhamento nutricional. Quando entrou pela primeira vez no ginásio pesava 140 quilos. Depois de um certo tempo de treino e com algumas melhorias, acabou por desistir. Passando um tempo voltou e depois desistiu outra vez mas…diz ele: “à terceira foi de vez”!

Miguel, o que foi diferente desta vez? Desta vez tive o complemento da alimentação e perdi 30 quilos em seis meses.

O que o levou a procurar este serviço de nutrição no Naval AquaGym?
Foi para complementar o exercício. Sem uma boa alimentação não temos estes resultados e há que encontrar um meio termo entre aquilo que treinamos e aquilo que comemos.

Foi difícil implementar esta nova rotina na sua vida? Sim. A vida fica virada do avesso. É preciso aprender a pesar os alimentos, comer mais vezes ao dia e encontrar tempo para treinar. O nutricionista Miguel Vieira foi excelente. Sempre pronto a ajudar no chat da aplicação móvel dando dicas e orientações.

Foi preciso resistir às tentações…sim, muito, tive que retirar o meu gin (risos!) mas isto é para cumprir e não fazer asneiras!

Quantos dias treina por semana? Treino 6 dias por semana, de segunda a sábado, cerca de 1 a 2 horas. Ao sábado faço PT com o Gil e é excelente porque ele puxa bastante. Meia hora parece que nunca mais acaba! (risos) Mas sei que cheguei a estes resultados também muito com a sua ajuda. É importante ter alguém com quem temos uma boa conversa, um profissional que está dentro do assunto e nos ajuda a fazer os exercícios de forma correta.

Compensa o esforço? Sim, sem dúvida!

Quando começou a ver os resultados como reagiu: relaxou ou ganhou mais motivação para continuar?
Continuei claro. Gostava de me ver ao espelho. Eu sou muito persistente. Quando começo alguma coisa tenho que chegar ao fim.

E agora quando olha ao espelho e olha para o passado o que sente? Sinto-me leve! E é sempre bom para a saúde. Tenho 54 anos e nesta idade temos que começar a pensar no que é bom para nós para vivermos mais um pouco.

Quais sãos os próximos objetivos?
Perder mais uns dois quilos, depois manter e não fazer mais asneiras.

© 2017 clubenavaldofunchal.com

Siga-nos: